indique share   share   share   share   share   share   share   share   share   share   share  

www.deolhonabolsa.com

Coincidência ou Déjà Vu?

Sebastião Buck Tocalino,
2 de dezembro de 2013

Os gráficos a seguir mostram o desempenho do índice Dow Jones Industrial Average em dois períodos distintos. O primeiro deles, em azul, engloba o estouro da famigerada crise de 1929. O segundo, em vermelho, mostra que um padrão bastante semelhante vem se formando nos últimos 17 meses. Esta coincidência não é pista do desempenho futuro, mas não deixa de ser interessante de se observar.

Índice de ações no EUA:


.

É bom lembrar que a analogia se restringe ao índice de ações. Ao contrário dos tempos recentes, em 1928 o FED vinha subindo os juros - algo que não acontece faz muito tempo nos EUA! A última elevação na taxa dos Fed Funds foi em 2006.

Mas, se a reunião do FOMC (Federal Open Market Committee) em 28 e 29 de janeiro de 2014 der sinais de alguma desaceleração na impressão de dinheiro (QE), será que a dose não poderia se mostrar insuficiente para saciar um mercado já tão viciado em estímulos?

 

Copyright © Sebastião Buck Tocalino - Todos os direitos reservados.

www.deolhonabolsa.com

português confira outros textos   -   check out further readings English

indique share   share   share   share   share   share   share   share   share   share   share  

A bolsa estimula a cidadania!

Compartilhe este texto por email ou pelo LinkedIn, Twitter, Facebook, Google+ e outras redes.

ATENÇÃO: Quaisquer opiniões expressas pelo autor são naturalmente subjetivas e sujeitas a polêmica.
Esta não é uma recomendação de investimento! Os dados visualizados aqui procedem de outras fontes, a princípio fidedignas, de boa reputação e acessíveis ao mercado.
De Olho Na Bolsa não faz indicações de compra ou venda, ou de negócios de qualquer espécie, e não está autorizada a atuar como consultoria de valores mobiliários. Não nos responsabilizamos por decisões tomadas com base nas informações aqui reunidas.
INVESTIMENTOS EM AÇÕES ENVOLVEM RISCOS! Para sua maior segurança, procure sua corretora. Ela poderá ajudá-lo a avaliar riscos e oportunidades em negócios com valores mobiliários.